BLOGUE DA ORGANIZAÇÃO DA FREGUESIA DE LORDELO DO PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

PCP/Lordelo vai reeditar A Farpa


A Organização da Cidade de Lordelo Partido Comunista Português vai reeditar o boletim de intervenção política, social e culural "A Farpa", publicado e distribuído durante três anos em Lordelo (de Janeiro 2002 a Outubro de 2004), num total de 27 números.
A nova série d' A Farpa está prevista para Janeiro de 2010 e pretende ser o jornal de todos os lordelenses, cujos conteúdos principais vão versar sobre os problemas concretos que afectam a cidade de Lordelo.
Durante este tempo que falta para a reedição do boletim, o PCP/Lordelo irá publicar artigos e entrevistas da 1.ª série, cujos conteúdos permanecem actuais, no blogue:
pcp-afarpa.blogspot.com

Aceitam-se sugestões, críticas e artigos. Participa!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Contra a introdução de portagens na A41 e A42


A Organização da Cidade de Lordelo do Partido Comunista Português vem por este meio manifestar o seu protesto em relação à pretensão do Governo introduzir portagens nas SCUT´s, em particular na A41 e A42, vias estruturantes para o desenvolvimento de Lordelo, por razões económicas, sociais e pela inexistência de alternativas.

A região do Vale do Sousa não cumpre nenhum dos critérios definidos pelo anterior Governo:

- Índice do PIB igual ou superior a 90% da média nacional (a média da região é de 60%);
- Índice de poder de compra igual ou superior a 75% da média nacional (o poder de compra regional é de 65%)
- Tempo de percurso das vias alternativas que não ultrapasse uma percentagem superior a 130% do tempo de percurso de cada SCUT. (o tempo gasto no percurso alternativo é de 300% em relação ao tempo gasto pelos troços da SCUT´s)
Além disso, os indicadores socioeconómicos actuais só atestam o agravamento profundo da crise económica e social vivida na região, sendo por isso inaceitável a introdução de mais um custo para os empresários e cidadãos.

Importa lembrar a luta da população da região que se traduziu, entre outros actos, na entrega ao Primeiro-ministro de um abaixo-assinado com mais de 63 mil assinaturas, de uma marcha automóvel com muitas centenas de viaturas e de um buzinão em muitos pontos do Distrito do Porto com enorme adesão.

O PCP/Lordelo, que sempre apoiou a luta desenvolvida pela população e suas comissões de utentes, desafia as outras forças políticas de Lordelo e da região a assumirem o compromisso de tudo fazerem para que as portagens não sejam introduzidas na A42.

O PCP/Lordelo estará do lado, como sempre esteve, das populações e do desenvolvimento da cidade de Lordelo e da região do Vale do Sousa.

PCP/Lordelo
24 de Novembro 2009

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A JCP FAZ 30 ANOS

A Organização da Cidade de Lordelo do PCP junta-se às comemorações dos 30 anos da Juventude Comunista Portuguesa. Para assinalar a enfeméride, publicamos um artigo da camarada Ana Luísa, da JCP/Paredes, que apresentou uma lista para candidatura à Associação de Estudantes da Escola Secundária de Baltar, que apesar de não ter ganho, obteve um excelente resultado:

Transformar a vida, construir o futuro!

Foi com responsabilidade e luta que os jovens estudantes comunistas do concelho de Paredes festejaram os 30 anos JCP, através de uma iniciativa no dia 13 de Novembro distribuição de um documento na Escola secundaria Daniel Faria de Baltar, em que os estudantes quiseram que a JCP lhes desse voz nas suas revindicações e graves repressões de um regulamento interno feito por gente que ainda vive o antes 25 Abril 1974.
Hoje, em Portugal, no ensino público aumenta a elitização e caminha-se a passos largos para a sua privatização, abre-se a porta aos interesses do grande capital, ao mesmo tempo que são retirados direitos aos estudantes e se impõem entraves à sua participação, numa clara tentativa de diminuição da democracia nas escolas, aumenta a repressão sobre os estudantes e a ingerência na vida das Associações de Estudantes e outras estruturas estudantis.
No Ensino Secundário, os estudantes encontram um sistema de avaliação injusto e elitizante com os exames nacionais, o Estatuto do aluno, que mais não é que um código penal que visa limitar e impedir a luta dos estudantes, o novo regime de autonomia que institui a figura do director, introduz empresas nos órgãos da escola e retira os estudantes, a privatização dos serviços escolares como cantinas, bares, papelarias e gimnodesportivos, visando apenas a obtenção do lucro e chegando ao cúmulo de os alunos terem de pagar se quiserem jogar à bola depois das aulas, a Lei da Educação Sexual aprovada há mais de 25 anos que ainda não foi implementada nas escolas.


Ana Luísa
JCP/Paredes

domingo, 8 de novembro de 2009

VINHO, CASTANHA E POLÍTICA




Num autêntico dia de Outono e num local muito acolhedor como é a Levada do Souto, junto ao Rio Ferreira, a Organização da Cidade de Lordelo do PCP, realizou ontem um magusto-convívio, num ambiente de alegria, onde não faltaram a castanha assada, o vinho novo, o churrasco e a política. Na presença de quase 100 pessoas, entre as quais Cristiano Ribeiro, responsável pela Organização Concelhia de Paredes do PCP, Miguel Correia, o responsável pelo PCP/Lordelo e eleito da CDU na Assembleia de Freguesia de Lordelo, tomou a palavra para dizer que "esta iniciativa é não só um momento de comemoração da nossa vitória nas últimas autárquicas, onde conseguimos eleger pela primeira vez na história um comunista para a Assembleia de Freguesia, mas também a prova que não terminamos a nossa acção no passado dia 11 de Outubro. Estamos mobilizados e determinados em assumir a nossa responsabilidade como força de oposição, vamos promover diversas iniciativas e lutar para que daqui a quatro anos possamos ser a força política vencedora em Lordelo."