BLOGUE DA ORGANIZAÇÃO DA FREGUESIA DE LORDELO DO PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Da leitura dos jornais: “Capital é que decide o que é publicado”

O Secretário-Geral do PCP advertiu ontem para o domínio que o poder económico tem sobre a comunicação social, considerando que é “o capital” que determina o que é ou não publicado.
“Mais do que Sócrates ou a doutora ferreira Leite ou Paulo Portas, quem domina os meios de comunicação social é o poder económico, esse é que determina o que sai, o que não sai, como é que sai”, afirmou Jerónimo de Sousa.
“Têm prejuízo de uns trocos, mas até conseguem vender as ideias”, enfatizou, considerando que através da comunicação social o poder económico não só consegue “vender” a ideologia que mais lhe convém, como “silenciar” o que é contrário aos seus interesses.
Como exemplo, Jerónimo de Sousa apontou as iniciativas do PCP onde os jornalistas aparecem para fazer o seu trabalho, mas depois por “opção do editor” ou opção da programação, tudo aparecer secundarizado.
“Se for preciso eu até faço o pino, se conseguir que as nossas propostas passem”, gracejou, considerando que “não é uma questão de mensagem, é uma questão de conteúdos que eles não podem permitir que passem”.
Em contraposição, acrescentou, as propostas da direita acabam sempre por ser divulgadas, mesmo quando o líder do CDS/PP aparece “a dizer dez vezes seguidas a mesma coisa”.
“Martela, martela, martela, mas aparece sempre a proposta”, salientou.
“Não estou a dizer que aqui ou acolá não haja isenção, mas de uma forma geral e naquilo que é fundamental, eles calam-nos”, lamentou.


JN, 07 Abril 2010

Sem comentários:

Enviar um comentário