BLOGUE DA ORGANIZAÇÃO DA FREGUESIA DE LORDELO DO PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Resumo da AF Lordelo de 27 Setembro 2010

(A ponte do Lagar foi um dos assuntos abordados pela CDU)

No período antes da ordem do dia inscreveram-se os deputados Miguel Correia (CDU) e Nuno Serra (PSD). Na sua intervenção o eleito comunista enalteceu a data da realização da presente Assembleia, 27 de Setembro 2010. Uma data importante para Lordelo porque entrou oficialmente em funcionamento a nova Unidade de Saúde Familiar Salvador de Lordelo, sita no Centro de Saúde e saudou todos aqueles que lutaram para que este acontecimento se concretizasse, desejando que a qualidade dos serviços de saúde primários em Lordelo melhore substancialmente.
Depois disto abordou o tema do polémico mastro com a bandeira portuguesa prometido para o cruzeiro de Meda que poucos dias depois da última sessão da Assembleia de Freguesia se ficou a saber que afinal já não iria ser construído. Afirmou que discutir a utilidade desta obra é algo que já não interessa, mas que o mais importante é recordar que as Assembleias de Freguesias foram aproveitadas pelo presidente da Câmara para exibir uma maqueta do famigerado mastro e prometer algo que não cumpriu. Assim, em nome da CDU repudiou esta forma de fazer política e apelou ao maior respeito por este órgão, esperando que as obras prometidas para Lordelo, tal como a nova ponte sobre o Rio Ferreira ou o Centro de Ciência viva, saiam do papel e se possível sejam concretizadas nos prazos prometidos.
Aproveitou ainda para fazer três questões ao Executivo:
1) Na sessão deste Assembleia, realizada em 25 de Abril, foi acordado que haveria uma reunião entre a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia, com a participação dos representantes dos partidos com assento nesta Assembleia, para estabelecer os nomes a dar às novas ruas. Decorridos 5 meses, pergunto quando vai haver a tal reunião cujo tema é a toponímia de Lordelo?
2) Na mesma sessão de 25 de Abril, foi aprovado por unanimidade um protocolo entre a Junta de Freguesia e uma empresa de recolha de óleos usados. O protocolo já passou à prática? Qual o ponto de situação em Lordelo no que concerne à recolha dos óleos usados?
3) A ponte do Lagar é um ponto de passagem entre a nossa cidade e Rebordosa, de muitos lordelenses e não só. Há muito tempo que esta passagem necessita de ser requalificada, se possível sem alterar a traça arquitectónica de uma ponte centenária. Além disso é uma ponte estreita sem protecção para automóveis e peões, servida por uma rua – a rua do Rio Ferreira que une a Rua da Abroeira a Penhas-Altas – que tem parte do seu percurso em terra batida e em condições precárias. Quando pensa o Executivo resolver esta situação? Tem algum projecto de requalificação para esta zona da freguesia?
Nuno Serra apresentou um voto de louvor à equipa de profissionais USF Salvador de Lordelo, o qual foi aprovado por unanimidade.
O presidente da Junta reiterou a importância da USF em Lordelo e prometeu que apesar do projecto do mastro ter sido abandonado, a zona do cruzeiro de Meda vai ser alvo de uma requalificação até final do presente mandato. Informou ainda que a Torre dos Alcoforados é propriedade da Junta de Freguesia.
Respondendo às questões colocadas pelo eleito da CDU, disse que:
1) Os representantes dos partidos com assento da AF serão convocados para a reunião sobre a toponímia das novas ruas, sem adiantar uma data.
2) O protocolo referente à reciclagem dos óleos usados está em “banho-maria” fruto das condições inviáveis propostas pela empresa.
3) Não houve cedência de terrenos para beneficiar a ponte do Lagar e seus acessos, mas prometeu resolver esta situação até ao final do mandato.
No período concernente à apresentação do Relatório de Actividades da Junta de Freguesia do último trimestre, Miguel Correia apresentou duas propostas:
1) Criação do site ou blogue da Junta de Freguesia na internet com conteúdos actualizados sobre a freguesia: dados estatísticos, as actividades promovidas pela Junta e pelas associações, contactos importantes, pontos de interesse histórico, turístico e cultural, regulamentos, serviços disponíveis, actas das Assembleia e outros documentos de interesse público, composição e nome dos eleitos do Executivo e da Assembleia e em especial divulgação de toda a informação referente aos empregos disponibilizados pela Junta de Freguesia e pela Câmara Municipal.
2) Criação de um serviço de recolha e troca de manuais escolares, à semelhança de alguns municípios do país, de forma a aliviar a carga financeira que os pais têm no início do ano lectivo com o material escolar, em especial os manuais adoptados pelas escolas.
No período destinado à intervenção do público, inscreveu-se o cidadão Carlos Ferreira, membro da Organização de Freguesia de Lordelo do PCP, para criticar fortemente a promessa não cumprida do mastro classificando este projecto de “estúpido”. Teceu duras críticas ao Executivo pelo seu desleixo em relação à Zona Industrial afirmando que a Junta de Freguesia devia ter vergonha de receber o presidente de Timor-Leste, Ramos Horta, para inaugurar a rua de Baucau, no estado lastimável em que se encontra a Zona Industrial de Lordelo.
Num ataque de arrogância, Joaquim Mota considerou vergonhosas as afirmações do freguês pedindo a participação de todos na cerimónia de inauguração da referida rua no próximo dia 1 de Outubro, pelas 18h.

Sem comentários:

Enviar um comentário