BLOGUE DA ORGANIZAÇÃO DA FREGUESIA DE LORDELO DO PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

DORP do PCP promove acção contra o aumento do custo de vida e exige salário mínimo de 500 € em Janeiro

Na próxima quarta-feira, dia 29 de Dezembro, a Direcção da Organização Regional do Porto (DORP) do PCP promove uma acção de denuncia e esclarecimento sobre o aumento do custo de vida, na qual pretende denunciar os aumentos previstos para o inicio do próximo ano (Electricidade 3,8%; Gás Natural 2,6% a 4,1%; Pão 12%; Transportes públicos 3,5% a 4,5%) considerando-os como parte integrante da política que o governo PS tem vindo a impor com a cumplicidade do PSD e do actual presidente da república.No documento que será distribuído à população em vários concelhos do distrito afirma-se que “Tanto o PEC como as medidas de austeridade e o Orçamento o Estado agravaram as condições de vida dos trabalhadores e do povo português.” E ainda que “As 50 medidas que o governo apresentou recentemente acentuarão ainda mais os problemas, designadamente o desemprego e a pobreza quando já existem cerca de 800 mil desempregados – a maioria dos quais sem qualquer apoio social – mais de 300 mil jovens sem emprego e 500 mil trabalhadores a viver abaixo do limiar da pobreza. No distrito do Porto, o desemprego, as insolvências e os encerramentos de empresas crescem a um ritmo ainda maior que no resto do país.”
A DORP do PCP afirma não aceitar “o caminho de afundamento do país que nos querem impor” e aponta caminhos, designadamente: “É preciso e é possível pôr Portugal a produzir, aproveitando todas as suas potencialidades. É preciso e é possível criar emprego com direitos e combater o desemprego. É preciso e é possível distribuir a riqueza criada, aumentando os salários e pensões, designadamente o Salário Mínimo Nacional para 500 euros em Janeiro de 2011 conforme o acordo que o governo, associações patronais e sindicatos tinham alcançado.”As eleições presidências também são referidas, sendo a candidatura de Francisco Lopes apontada espaço de convergência de todos aqueles que são atingidos por esta política e aspiram a uma vida melhor e mais digna.
A DORP do PCP, 27.12.2010

Sem comentários:

Enviar um comentário