BLOGUE DA ORGANIZAÇÃO DA FREGUESIA DE LORDELO DO PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

sábado, 11 de dezembro de 2010

O MEU FRACO É SER FORTE

O fraco que eu posso ser
aos olhos de quem me veja,
não ser o que eu quero ser
não o que querem que eu seja.

No caminho, a cada instante
aos ouvidos baixinho,
não falta ali quem me cante
p’ra eu mudar de caminho.

Teime lá o que teimar,
quem me tenta desviar
que não o vai conseguir.

Não tenham pena de mim
eu sinto-me bem assim.
sei p’ra onde quero ir!...

Rodela
(poeta comunista de Freamunde)

Sem comentários:

Enviar um comentário